Quinta-feira, 02.04.09

Lisboa das sete colinas mas de milhentos pontos para revisitar e descobrir...

Estes são alguns pontos que ficaram por referir.

 

Estação do Rossio

O que tem uma estação para ver? Muito!

Num passeio pela Baixa e passando o Rossio, a poucos metros dos Restauradores, quase que o Teatro D. Maria II nos rouba as vistas, mas olhando para o outro lado... lá temos esta magnífica estação! O detalhe das pedras esculpidas na sua fachada é marcante para qualquer retina:

O embarque é a 30 metros de altura e dali partem os comboios para a região de Sintra.

 

Miradouro de S. Pedro de Alcântara

Local emblemático no término da avenida D. Pedro V e do percurso do elevador da Glória, com vista para o castelo de S. Jorge, para grande parte da Avenida da Liberdade e para grande parte da bela Lisboa.

O jardim subjacente é também muito bonito, um belo local para 'respirar' Lisboa.

Tivoli

Belíssimo teatro de estilo único. Mistura do estilo moderno e neoclássico. Uma viagem ao passado.

Apesar de ter sido fundado já em 1924, em muito faz lembrar uma atmosfera ao estilo Victoriano. Um espaço que recorda o passado mas que possibilita ver peças do presente. Um dois em um, portanto.

Quando lá estive, tive a oportunidade de ver "Os produtores" (e logo quem não vai nada à bola com musicais), mas sim foi divertido.

Passeio Marítimo de Santo Amaro de Oeiras

Quem diria que a escassos metros do local de trabalho havia mais uma pérola a ser descoberta? O sol convida e esse convite não é de se recusar! Lado a lado com o mar , sempre com vista para o Forte de S. Lourenço do bugio, mais uns quilómetros que sabem imensamente bem.

 

Hmm parece que a maior parte da estadia já passou... vai custar imenso deixar este recanto do centro sul...



publicado por rosa às 23:40 | link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 09.03.09

Sintra: tudo simplesmente... indescritivelmente belo, fusão de Natureza e arquitectura inigualável

Sim, ao que parece este vai ser mais um post extasiado com mais maravilhas deste belo Portugal. Este tem o verde, o "verde oiro", edifícios singulares, ricos, combinações de influências diversas. Fiquei maravilhada com Sintra!


Apenas reclamo dos preços que se praticam naquela zona com o turismo cultural. Pedia no mínimo um desconto com cartão jovem, ou até para os portugueses (que assim, como seria de esperar, raros se vêm!), mas nada disso...

 

Palácio da Pena

Bem lá no alto, é imponente. O preço para conhecer a sua história é subir alguns quilómetros a partir da cidade de Sintra, por isso o melhor é apanhar o 434!

Strauss quando o visitou disse: "Hoje é o dia mais feliz da minha vida". Vá não é preciso chegar tão longe amigo Strauss! Mas que aquele Palácio rebenta a escala dos locais mais belos construídos pelo Homem, ai isso rebenta sim senhor.




Eu poderei descrever e descrever e descrever, mas a grandiosidade do monumento aniquila-nos no momento em que estamos presentes, tanto por fora como por dentro é simplesmente "uau".

É difícil percorrer uma sala que seja sem pensar como foi possível fazerem tantas coisas de uma preciosidade que ultrapassa o material, de um detalhe exímio. Basta dizer que raras são as pedras que não sejam trabalhadas. Não chega sequer olhar em nosso redor num ângulo de 360º, olhamos para o tecto, e praticamente em todas as divisões, mesmo a pedra que forma o tecto é esculpida com minúsculos pormenores e algumas assemelham-se a estalactites mas esculpidas e muito trabalhadas.

Quando assim não é temos pinturas que nos dão a ilusão de profundidade, paredes revestidas de tecido, algumas em tempos eram até de cera, nas divisões exteriores predomina o azulejo.

A mobília é das mais diversas origens, como do oriente, preenche todos os recantos, nenhum espaço fica vazio (se fossem suas realezas a limpar o pó queria ver! Ai queria, queria!).

Azulejos mudéjares, arquitectura mourisca, as influências arquitectónicas são mais que muitas.


Começou por ser apenas um mosteiro que sofreu grandes danos com o terramoto de 1755, este foi recuperado durante o reinado de D. Maria II e D. Fernando II, e, foi nessa altura, entre 1842 e 1854, que foi construído o chamado "Palácio novo". Do antigo mosteiro restam a capela e o claustro manuelino.

Localizando-se no alto de um penedo, proporciona uma vista esplendorosa sobretudo sobre a cidade de Lisboa, sendo perceptível a ponte 25 de Abril e o Cristo Rei. O melhor ponto para apreciar a paisagem é o Terraço da rainha.

E por aqui me fico, não falando do famoso tritão, da guarita com a cúpula mourisca, do salão nobre, da cozinha entre muito mais. Vão e visitem!



Parque da Pena

Sem dúvida um local para dar belos passeios e com muito para explorar em todo ele, mesmo ali nas imediações do Palácio da Pena.

Preciosidade botânica, também de diversas proveniências, com indicações dos seus nomes.

Em alguns locais encontramos algumas construções, como a fonte dos Passarinhos (na imagem abaixo), também de estilo islâmico, lagos, e alguns dos locais preferidos pelos reis e rainhas que privilegiadamente habitaram o palácio.





Castelo dos Mouros

Para além de outros elementos à chegada e no interior que merecem a nossa atenção, o Castelo dos Mouros personifica um óptimo miradouro, sensivelmente à mesma altura do Palácio da Pena, mas com uma visibilidade mais abrangente: para além de termos mais coisas para admirar, podemos sempre olhar em todo o nosso redor uma vez que não existem mais edifícios ali à beira, o que seria difícil num local tão íngreme.




De uma das torres, a Alcáçova, a vista incide principalmente sobre Sintra, para os seus famosos monumentos como o Palácio de Monserrate, o Palácio de Seteais, Quinta da Regaleira, o Paço Real de Sintra e outros locais, e mais ao fundo vemos até o mar e a espuma gerada por este ao bater na areia ou nas rochas.

Da outra torre, a Torre Real, vemos Palácio da Pena, quase ali tão perto e mais uma vez avistamos parte da cidade de Lisboa e da sua entrada pela ponte 25 de Abril e da outra margem o Cristo Rei. Vemos ainda o recorte geográfico daquela zona. Coisa bonita de se ver!

E não é à toa, que o rei D. Fernando II, o rei artista, para lá ia pintar. Aquele lugar tudo tem de inspirador, sem dúvida.

A fortificação remonta à ocupação muçulmana, contudo um castelo medieval agregou-se a essa fortificação e assim temos o Castelo dos Mouros.


Queijadas de Sintra

Lamento, mas foram uma grande desilusão para mim. Desde logo têm um grande defeito: são muito pequenas! No máximo em duas dentadas lá se vai uma queijada (mas vá convém ter mais cuidado para a degustar).

De resto, em volta diria que temos uma massa semelhante à do pão, bastante fina, e o recheio será semelhante em sabor e textura a bolo de canela mas com mais açúcar e ovo.

Espero reconciliar-me com os doces de Sintra quando provar os Travesseiros de Sintra...




Não deixem de ir a Sintra! É tudo soberbo!


Outros locais a visitar:

- Convento dos Capuchos

- Museu de arte moderna

- Museu do brinquedo

- Palácio de Monserrate

- Palácio e Quinta da Regaleira

- Palácio Nacional de Sintra ou Paço Real de Sintra

- Palácio de Seteais.



publicado por rosa às 21:45 | link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito

Segunda-feira, 26.01.09

Meus caros, inicio hoje uma nova rubrica neste espaço. Pois bem esta rubrica é sobre boa mesa, bem comer e se és bom garfo não deixes de ler!

É claro que para inaugurar esta rubrica não podia deixar de falar naquele que para mim é o Paraíso na Terra, ou muito perto disso. Que bom seria se todos nós após a morte tivessemos à nossa espera um espaço como aquele, mas claro bem maior porque com tantos falecidos o restaurante tinha de ter lotação quase inesgotável. Imaginem só um Mira Freita do tamanho de uma galáxia!!! Vá paremos com os devaneios!
Ilustríssimos, deixem-me que vos apresente o...

 

 

 

Restaurante Mira Freita

Como chegar?

Não interessa... Depois que conheçam "O" restaunte, sim porque este é "O" restaurante, a expressão "Todos os caminhos vão dar a Roma" será substituída por "Todos os caminhos vão dar ao Mira Freita".

A zona é óptima para abrir o apetite! Ar fresquinho da serra!

E que bom ganhar apetite quando a seguir nos espera uma refeição que seria capaz de combater a fome da África Subsariana durante um mês - não se sintam culpados, as coisas boas da vida são para aproveitar!

 

A região

Para quem não conhece a Serra da Freita não sabe o que perde! Belo local para campismos (porque eu ainda sou do tempo em que os acampamentos se faziam em zonas que não eram especialmente demarcadas), as cascatas, zona de pessoas que até ousam viver longe de tudo e de todos (fazer grandes raids/ caminhadas para os conhecer é o ideal), de paisagens fantásticas.

 

Decoração

Castiça com elementos rurais colocados de forma original. Podia tecer aqui comentários decorativos mas vamos ao que verdadeiramente interessa!

 

Principais iguarias

 

A verdade é que não provei de tudo, mas sinceramente comam tudo e de tudo o que puderem que não se vão arrepender!

Saliento as enormes travessas que vêem fornecidas de comida e que cabem com dificuldade nas mesas, e sim essas travessas estão mesmo todas cheias até à borda de comida, que repasto para os nossos olhos mas sobretudo para o nosso estômago!

Ai meu deus... é até tortura pensar no conjunto de coisas boas que lá são servidas... Destaco algumas como:

- Carne de Porco à alentejana;

- Cabrito (assado ou na brasa);

- Vitela (assada ou na brasa);

- E muito mais...

Só sei mesmo que é tudo de comer e chorar por mais - bem no dia seguinte porque ninguém, nem um monstro das bolachas sai de lá com fome. Preparem-se para durante essa noite sonharem com aquelas iguarias e nos dias seguintes desejarem voltar a ter aquelas travessas de comida do tamanho da roda de um camião à vossa frente (ah e sim uma travessa corresponde a uma dose para duas pessoas!).

Relembro apenas mais uma vez que não há nada melhor como nos dirigirmos a este indiscritível restaurante e comer, comer, comer!

 

Bebidas

Meus amigos, estamos na Serra, para além de se comer extraordinariamente bem, bebe-se também afincadamente. Existem opções para todos os bolsos.

 

 

Preço

Nunca vi uma relação de qualidade-quantidade-preço tão bem equacionada! Se todos os restaurantes assim fossem gritaríamos nos que conhecemos habitualmente que estávamos a ser aldrabados na factura! Isto porque pelo que se paga em média no Mira Freita sairíamos de outro restaurante sem estar completamente saciados.

 

E pensas que não consegues comer mais? Enganaste! Porque vem aí a...

 

Sobremesa!

Desde as tradicionais mousses ao crepe: bem bom esse! Recheado de gelado e de banana. Todo ele provavelmente daria para alimentar uma criança durante um dia inteiro!

Visite... fica em Felgueira - Arões, em Vale de Cambra.

Ah e o meu obrigado a este senhor por o dar a conhecer a uma legião!

 

 

Classificação: De rebentar a escala! Para mim este é a referência das referências de todos os restaurantes em que já dei garfadas!

Aceitam-se pagamentos de jantares para me fazerem ver do contrário, mas até ao momento duvido que tal seja possível, contudo sublinho que a minha ética gastronómica continuará a defender com colheres, facas e garfos toda a nobreza da boa cozinha. Até a um próximo roteiro por aqueles que considero os melhores restaurantes!

 



publicado por rosa às 22:07 | link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito

Sábado, 24.01.09

As personagens-tipo que se encontram em viagens de inter-cidades em nada se comparam às criaturas míticas dos suburbanos, ainda assim há sempre personagens caricatas. Senão vejamos...

 

Homo Sapiens "Nunca te vi"

Olham para ti fixamente, decoram os teus gestos, o ritmo da tua respiração e quiçá o teu batimento cardíaco!

Antídoto: olhar fixamente para os olhos deles, se possível com um olhar lunático. Se conseguirem, ainda, conjugar um olho aberto com outro bastante semicerrado têm sucesso imediato na vossa tarefa.

 

Homo Sapiens "Eu sou mesmo do Norte!"

"Eu sou de BrÁgÁ" é uma das frases que os caracterizam - não tardará muito que pouco depois dirão "Viste aquele filho da p%#&... FÔgó! Aquele c#r&$£o!" (com sotaque cerrado, cerrado, cerrado).

Estes espécimens são ainda conhecidos por elevarem a voz a grandes níveis de décibeis não deixando os indivíduos que se seguem pregar olho.

Antídoto: não é conhecido.

 

Homo Sapiens "Tenho soninho"

São simplesmente Homo Sapiens que aproveitam a duração da viagem para "trair" a sua caminha que ficou em casa. Tentam refastelar-se na medida do possível mas outros indivíduos aqui retratados não os deixam sequer alongar a fase leve do sono.

 

Homo Sapiens "Caia uma bomba mas nada me acorda"

Ocorrem coisas normais, fora do comum, hilariantes, inacreditáveis à sua volta mas nada, nada os acorda.

Normalmente os "senhores pica" recorrem a aparelhos de choque para trazer estes Homo Sapiens ao mundo dos acordados.

 

Homo Sapiens "Eu sou enérgico logo às 6 da manhã!"

Enquanto a maior parte das carruagens, e, provavelmente, a totalidade do comboio, está ainda completamente sonolenta, estes indivíduos discutem já com energia de calibre pilhas duracel as "grandes actualidades do momento": as poses do Sr. Malato, a sua competência face à incompetência dos outros, as notícias bombásticas do Jornal que acabou de chegar às bancas, dilacerando completamente, no final de contas, todos os passageiros com pormenores sórdidos da sua vida privada que era escusado a restante carruagem tomar conhecimento.

Normalmente esta estirpe faz-se acompanhar de outro indivíduo idêntico ou de alguém que sofre em silêncio (coitado!).

São ainda muito semelhantes ao Homo Sapiens "Eu sou do Norte" pelo alto volume de voz com que falam.

Antídoto: em fase de investigação em várias Universidades.



publicado por rosa às 12:21 | link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito

... mas diz que é da rosa
mais sobre mim
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28


subscrever oficialmente este blog num reader

O blog oficial

↑ Grab this Headline Animator

subscrever oficialmente este blog por email
Subscribe to O blog oficial by Email
Social Bookmarking oficial
Artigos recentes oficiais

Roteiro turístico V

Roteiro turístico III

Não deixes para amanhã o ...

Os Homo Sapiens que viaja...

comentários recentes
Ainda bem que pude ajudar ;)É um destino que vale ...
Andava à procura de dicas para um roteiro a Sintra...
Sim :)mas uma pessoa quer sempre mais...
Pois é...mas apesar de ainda não podermos dar asas...
Pois a vida na ocidental praia lusitana não é defi...
Ai Rosinha como te entendo!!! Independência? até v...
AHAHAHAHAHAHBrutal!
Realmente... eu que nunca brinquei com barbies per...
Ah pois é Rosinha...Aproveitavas e assim já tinhas...
CREEEEDDDOOOO! :P
Arquivo oficial

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

tags

todas as tags

links oficiais
Twitter oficial

By TwitterButtons.com
blogs SAPO
subscrever feeds